Publicações Recentes

O vexame da bolinha de papel

23 de outubro de 2010 / Edmar Roberto Prandini /

A mediocridade e o esvaziamento político da candidatura Serra tornaram-se ainda mais evidentes com essa tentativa de falsificar um atentado por causa de uma bolinha de papel.

Se a primeira reação das pessoas foi a de se indignarem com a suposta agressão que teria sofrido Serra, à medida em que as imagens foram aparecendo no Youtube e mesmo pela televisão, o que se percebeu foi que este candidato não é sério e está disposto até ao escárnio para fingir-se de vítima, tentando atrair o voto popular.

Mas, a simulação enganosa serviu apenas para confirmar que este é um homem que mente e que pouco se interessa pela veracidade das informações quando em busca de concretizar suas ambições.

Quebrou com isso o elo essencial que deve existir entre o eleitor e o candidato: a credibilidade. Serra mostrou que não merece que se acredite em suas palavras, porque elas podem ser forjadas para enganar, assim como seus gestos no dia da caminhada no Rio de Janeiro.

Penso que o vexame da bolinha de papel vá repercutir contra Serra nos dias que faltam até a eleição e espero que os eleitores abandonem a sua candidatura, para manifestar que o mínimo que se espera de um homem público é que mantenha a dignidade mesmo na derrota, algo que Serra já rifou faz tempo.