Publicações Recentes

O emprego continua batendo recordes

15 de março de 2011 / Edmar Roberto Prandini /

Geração de emprego formal no Brasil tem novo recorde em fevereiro

Dados do Caged mostram criação de 280.799 postos no mês, mais do que os 209.425 gerados um ano antes

15 de março de 2011 | 11h 43

Eduardo Rodrigues, da Agência Estado

BRASÍLIA – O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) informou hoje que o saldo líquido de empregos criados com carteira assinada no País em fevereiro foi de 280.799, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O desempenho foi inédito para meses de fevereiro, superando o recorde anterior, de 209.425 novas vagas, registrado no segundo mês de 2010.

No acumulado do primeiro bimestre deste ano, a criação de novos postos de trabalho foi de 448.742. O resultado nos dois primeiros meses de 2011 também é recorde para o período. A meta do governo para este ano é de atingir 3 milhões de novos empregos com carteira assinada.

Desde o mês passado, o ministério passou a divulgar também os resultados com ajustes, contabilizando as declarações entregues pelas empresas fora do prazo. Com isso, o saldo líquido de vagas com carteira assinada em janeiro foi revisado de 152.091 para 167.943.

Regiões

O desempenho positivo da geração de empregos em fevereiro foi disseminado em todas as regiões do País, de acordo com dados do Caged. Todas as regiões registram recorde para o mês na criação de vagas com carteira assinada.

O Sudeste liderou a geração de postos de trabalho com 165.523 vagas, seguido do Sul (59.095) e do Centro-Oeste (32.225), cujo resultado foi recorde para qualquer mês do ano. A Região Norte criou 14.527 vagas e o Nordeste gerou 9.429 postos.

Entre os setores da economia, o ramo de serviços foi o que obteve o melhor resultado, com saldo líquido de 134.342 novas vagas. “O setor de serviços foi influenciado pelos efeitos positivos do carnaval, principalmente nos ramos de hotelaria e restaurantes. Apesar de ter sido em março este ano, em fevereiro já começam os preparativos”, afirmou o ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

O ministro também destacou os desempenhos da indústria de transformação e da construção civil, que geraram 60.098 e 30.701 novas vagas, respectivamente. “Indústria aproveitou o número maior de dias úteis em fevereiro para aumentar produção”, avaliou Lupi. Para ele, março também deverá ter resultado positivo, possivelmente com novo recorde.

Fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+geral,geracao-de-emprego-formal-no-brasil-tem-novo-recorde-em-fevereiro,not_58554,0.htm