Publicações Recentes

Lula foi um excelente administrador e um ótimo presidente

15 de julho de 2013 / Unipress /

Segue um texto meu que postei como resposta a uma jovem no Facebook, que talvez seja inclusive Fake. No grupo A Voz da Sociedade.

Lucia Erguet, não sei sua idade. Mas imagino que você não tivesse compreensão do país quando Lula assumiu o governo em janeiro de 2003.

A primeira observação que quero fazer diz respeito ao fato de que Lula revelou-se um excelente administrador, equacionando uma crise gigantesca que o país enfrentava naquele momento. Em primeiro lugar, uma crise de endividamento que impunha ao país altíssimas taxas de juros anuais (25% ao ano x 8,5% hoje), uma pressão de pagamentos de cerca de 25% do PIB anualmente (versus 10% hoje) e uma dívida altamente dolarizada, quando o dólar estava cotado em 4 reais por dólar. Administrar essa situação e desarmar a bomba relógio foi extremamente difícil e foi feito de modo muito hábil, de tal modo que a dívida pública líquida caiu de 65% do PIB para 35% do PIB, sem que tivesse havido nenhuma ruptura.

Em segundo lugar, havia um desemprego elevado e, gradativamente, o Brasil foi reestruturando a sua produção, valorizando a produção nacional, de tal modo que hoje, o desemprego está na faixa de 5,5%, a menor taxa da história do país. Isso significa dignidade para a população.

Em terceiro lugar, existia a calamidade da fome, e o Bolsa Família reduziu em muito esse problema, além de incentivar a escolarização das crianças pobres (um investimento em seu futuro) e o controle da vacinação.

Em quarto lugar, iniciou-se um grande programa de investimento na agricultura familiar, que reduziu a migração para as cidades e assegurou maior oferta de alimentos.

Em quinto lugar, a exportação foi incentivada, saindo de US$ 65 bilhões anuais para US$ 265 bilhões anuais.

Em sexto lugar, com o PAC e com o Minha Casa Minha Vida, foram atacados problemas de investimento em logística no país e de habitação popular, além da geração de empregos.

Para terminar, cito o ProUni, as mudanças nas regras do FIES, a criação das 14 universidades federais com mais de 45 campus e a criação de mais de 250 escolas técnicas federais para afirmar que a educação recebeu uma grande atenção do governo Lula, que continua com o governo Dilma.

Como você pode ver, Lula não apenas entrou na mente das pessoas por chamá-las de companheiros, mas enfrentou problemas sérios do país e deu a eles muitas melhorias e soluções.