Poder popular no século XXI, por Hilary Wainwright

Os protesto de Seatle e Gênova tornaram-se o símbolo da crescente animosidade contra o poder globalizante das corporações multinacionais. As mobilizações contra a Guerra do Iraque somaram um conteúdo antiimperialista, antibelicista e solidário, e firmaram um sentido global nesse combate. Mas, ao lado de demonstrações grandiosas, a alternativa se expressa também nos espaços local e regional com a aplicação crescente dos conceitos de democracia participativa e economia solidária.

No livro Poder popular no século XXI, a escritora e ativista política Hilary Wainwright, busca compreender como estão sendo postos em prática tais conceitos, como pode ser possível ao povo ter controle sobre o Poder Público, desde bairros e localidades da Inglaterra (East Manchester, Luton e New Castle), até Porto Alegre, no Brasil, onde ela comprova o imenso potencial democrático que tem o orçamento participativo.