Orçamento Participativo: a experiência de Porto Alegre

Trata-se do livro de Luciano Fedozzi, uma das primeiras teses desenvolvidas sobre o Orçamento Participativo. Trabalho extremamente consistente, o livro explana sobre o processo político que contribuiu para a definição do modelo do regramento mediante qual a administração pública de Porto Alegre conseguiu inovar na escuta das demandas da população, empoderando-a, ao mesmo tempo em que sistematizou um fluxo de interações permanentes, não restrito apenas ao ciclo eleitoral, entre os órgãos técnicos e a participação comunitária.

Vale a pena adquirir e conhecer mais profundamente a esta que foi reconhecida como umas das mais importantes inovações da democracia brasileira.