Publicações Recentes

Atear fogo em pessoas vivas

8 de junho de 2013 / Unipress /

Essa prática de por fogo em pessoas vivas é a demonstração cabal de que houve uma enorme brutalização dos sentimentos nos últimos anos. É extremamente preocupante isso, porque denota um enorme retrocesso civilizatório: a barbárie política do neoliberalismo adentrou as almas e as práticas sociais se barbarizaram. É não apenas o crime que se expressa, mas o afastamento da humanidade. Recuperar o sentido de humanidade, a capacidade de compadecer-se, que precisamos conseguir. Isso significa investir fortemente numa educação que dê conta não apenas de informações, mas de sentimentos. E isso deve ser feito nas fases mais iniciais da vida. As crianças precisam ser amadas para aprender a amar.